GNR identificou mulher em Alijó por possuir 12 aves exóticas

O Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) da GNR da Régua anunciou, esta terça-feira, que apreendeu “12 espécies de animais exóticos”, no concelho de Alijó, e identificou “uma mulher de 53 anos por detenção de várias espécies de animais”.



Estes animais fazem parte da lista da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção (CITES).

A operação da GNR foi realizada no seguimento de uma denúncia sobre detenção de várias espécies listadas na CITES em cativeiro. Os elementos do NPA deslocaram-se ao local e constataram que, no interior de uma habitação, se encontravam “12 espécies de animais, nomeadamente aves exóticas”.

Segundo a GNR, no decorrer da ação apurou-se ainda que “a detentora das espécies em causa não fez prova da sua origem, tendo sido apreendidos os animais”. No decorrer da ação policial foi “identificada uma mulher de 53 anos e elaborado um auto de contraordenação”.

CIR (Ansiães)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.