Verão volta ao normal e acaba com situação de alerta

Foto: Eduardo Pinto

A situação de alerta em Portugal, devido ao risco de incêndio florestal elevado, vai deixar de vigorar partir da meia-noite desta terça-feira.



A decisão de não a prolongar foi anunciada, ao início da noite de segunda-feira, pelo ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro.

O governante justificou a decisão com o regresso, a partir de quarta-feira, a um “quadro regular de verão”, não obstante “o quadro conhecido de seca severa e seca extrema”.

José Luís Carneiro frisou que, “em função deste quadro de melhoria significativa das condições meteorológicas, a partir de quarta-feira”, o Governo entendeu que “era possível aliviar as restrições associadas ao perigo de incêndios rurais”.  Como tal, “não vai prolongar a situação de alerta para além das 24 horas do dia de terça-feira”.

Mas como a Proteção Civil mantém, terça-feira, o alerta laranja em 16 distritos e vai continuar, quarta-feira, em cinco, o ministro sublinhou que “a situação continua a exigir especiais cuidados”.

Rádio Ansiães

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.