Mulher de 67 anos detida por suspeita de incêndio florestal

Parte da área consumida pelo incêndio em Vila Real | Foto: GNR

A GNR deteve, na terça-feira, uma mulher de 67 anos por um incêndio florestal no concelho de Vila Real. Teve origem numa queima que não estava autorizada. 



Em comunicado, a GNR esclarece que a Equipa de Proteção Florestal do Núcleo de Proteção Ambiental de Vila Real apurou que “o incêndio teve origem numa queima de amontoados para eliminar sobrantes florestais, que não estava autorizada. A queima ter-se-á descontrolado, provocando um incêndio que consumiu cerca de 0,16 hectares de mato”. 

A detida foi constituída arguida a responsável pelo foco de incêndio. Os factos foram comunicados ao Tribunal de Vila Real.

O Comando Territorial de Vila Real salienta ainda que, durante 2021, a Guarda identificou 83 suspeitos de incêndios florestais, dos quais oito foram detidos em flagrante.

A GNR alerta que as queimas e queimadas são das principais causas de incêndios em Portugal e que a realização de queimadas, de queima de amontoados e de fogueiras é interdita sempre que se verifique um nível de perigo de incêndio rural “muito elevado” ou “máximo”, estando dependente de autorização ou de comunicação prévia noutros períodos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.