Dois bombeiros morreram e três ficaram feridos em despiste de viatura em Vinhais

Camião de combate a incêndios saiu da estrada, capotou e imobilizou-se no meio de um souto | Direitos Reservados

Dois bombeiros morreram hoje e três ficaram feridos, um deles com gravidade, no despiste de uma viatura em que seguiam para o combate a um incêndio, em Vinhais. O acidente ocorreu por volta das 18:10.

De de acordo com o comandante distrital de Operações de Socorro de Bragança, Noel Afonso, o acidente vitimou uma equipa de cinco bombeiros que se deslocava para um incêndio florestal em Travanca.

As vítimas mortais são uma bombeira de 37 anos, Neuza Guedes, e um bombeiro de 22 anos, Carlos Morais. Os outros três bombeiros ficaram feridos, um com gravidade e os outros dois com ferimentos ligeiros.

De acordo com o Comando do Centro Distrital de Operações de Socorro, o veículo de combate a incêndios em que os bombeiros seguiam “despistou-se na estrada e acabou por cair num declive e capotou”.

“Foi com profunda tristeza que tomei conhecimento da morte da Bombeira de 2.ª Neuza Guedes, de 36 anos, e do Bombeiro de 3.ª Carlos Morais, de 22 anos, do Corpo de Bombeiros Voluntários de Vinhais, vítimas de um acidente de viação durante o trânsito para um teatro de operações de incêndio rural”, pode ler-se em comunicado assinado por Eduardo Cabrita, que, “em nome pessoal e em nome do Governo”, endereçou “os mais sentidos pêsames à família, aos amigos, aos Bombeiros Voluntários de Vinhais, à Associação Humanitária de Bombeiros de Vinhais e aos Bombeiros de Portugal”.

Expressando também “votos de plena recuperação aos três bombeiros que ficaram feridos”, o governante relembrou “a forma altruísta, profissional e sempre abnegada com que milhares de bombeiros integram diariamente este esforço nacional de defesa da floresta contra os incêndios”.

Marcelo Rebelo de Sousa também já lamentou o acidente. Numa nota publicada na página oficial da Presidência da República, é explicado que o chefe de Estado já contactou o comandante da corporação de bombeiros “a quem manifestou a sua solidariedade pelas vidas perdidas no cumprimento de missão e endereçou uma rápida recuperação dos bombeiros feridos”.

“Às famílias enlutadas, aos bombeiros de Vinhais e demais amigos, apresenta o Presidente da República as suas sentidas condolências”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *