Oposição na Câmara de Carrazeda diz que houve ilegalidade em concurso para criação de 26 empregos

O vereador da oposição na Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães Frederico Meireles participou ao Ministério Público o que diz ser uma ilegalidade num concurso para a criação de 26 empregos na autarquia.

Frederico Meireles, do Movimento Unidos por Carrazeda, explica que a alegada ilegalidade está relacionada com o júri:

O presidente da Câmara, o social-democrata João Gonçalves, responde que tudo foi feito dentro dos procedimentos regulares e aguarda que o tribunal se pronuncie:

A resposta do autarca do PSD João Gonçalves depois de a oposição liderada por Frederico Meireles ter participado ao Ministério Público o que diz ser uma ilegalidade num concurso para a criação de 26 empregos na autarquia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *