Morreram 126 pessoas com covid-19 em 10 meses no distrito de Bragança

No dia em que se completaram 10 meses desde que foi registado o primeiro caso do novo coronavírus no distrito de Bragança, foram confirmados 6965 casos de infeção, dos quais 126 resultaram em morte.

O boletim das autoridades de saúde dá conta de 185 novos casos de infeção em contraste com os 44 pacientes que foram dados como recuperados, resultando num aumento de 141 casos ativos da doença, face ao dia anterior.

Para esta tendência muito contribuiu mais um surto num lar do distrito, desta vez em Agrochão, no concelho de Vinhais.

Nas últimas 24 horas, aquele concelho aumentou em 48 o número de casos ainda ativos do novo coronavírus.

Aliás, em todo o distrito, apenas o concelho de Vila Flor baixou o número de infetados, com menos 2 casos.

De resto, pelo segundo dia consecutivo, os concelhos de Carrazeda de Ansiães e Freixo de Espada à Cinta não registaram qualquer alteração.

Já os restantes concelhos aumentaram o número de casos ativos: para além de Vinhais, com mais 48 casos, Bragança regista agora mais 35. Mogadouro tem mais 22, Mirandela mais 16, Macedo de Cavaleiros tem mais 8 casos, Torre de Moncorvo mais 4, Alfândega da Fé mais 2 e Vimioso mais um caso ativo.

Sendo assim, em 307 dias que já leva esta pandemia, já foram confirmados 6965 casos de infeção por Sars-Cov-2. Recuperaram 5495 e morreram 126 pessoas. 

Restam agora 1344 casos ainda ativos: Bragança tem 425, Miranda 189, Mogadouro 173, Mirandela 168, Macedo 156, Vinhais 71, Vila Flor 63, Vimioso 38, Alfândega 31, Moncorvo 21, Carrazeda 5 e Freixo 4 casos ativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *