Covid-19 | Distrito de Bragança contabiliza três mortos devido à pandemia




Um homem de 91 anos, residente em Vale de Frades, no concelho de Vimioso, é a terceira vítima mortal do novo coronavírus no distrito de Bragança, confirmou fonte hospitalar.

O idoso deu entrada na urgência do Hospital de Bragança, na passada terça-feira, e veio a falecer na madrugada desta quarta-feira. Porém, só no dia seguinte (ontem) foi conhecido o resultado positivo do teste à Covid-19.

Passa a ser a terceira morte no distrito, depois de, na passada segunda-feira, um homem de 61 anos, do concelho de Vinhais, também ter falecido por infeção do novo coronavírus.

A primeira morte registou-se no passado sábado. Um homem de 72 anos, natural de Mirandela, mas que residia em Bragança.  

Desde o dia 14 de março, até às três da tarde desta quinta-feira, as autoridades de saúde do distrito já tinham registado 99 pessoas infetadas pelo novo coronavírus, mais três comparativamente ao dia anterior, mas, ao que apurámos, ao final da tarde, já terão sido confirmados, pelo menos, mais seis casos.

Na distribuição por concelhos, até meio da tarde de ontem, Bragança continuava a ser aquele que registava o maior número de pessoas infetadas pelo novo coronavírus, com 56.

Segue-se Mirandela com 14 casos confirmados; Macedo de Cavaleiros com 11; Com 5 casos positivos, aparece o concelho de Vinhais; Vimioso regista quatro casos, enquanto Carrazeda de Ansiães e Torre de Moncorvo têm três casos cada um da Covid-19. Com um caso, estão os concelhos de Freixo de Espada à Cinta, Miranda do Douro e Vila Flor.

Até agora já foram testadas à Covid-19, no distrito de Bragança, mais de 700 pessoas e cerca de 60 ainda aguardam o resultado laboratorial. No total, as autoridades de saúde têm mais de 1700 contactos sob vigilância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *