Covid-19 | Lar de Vila Real vai ser evacuado hoje e será desinfetado amanhã

Rui Santos anunciou hoje medidas para o concelho de Vila Real


O Lar de Nossa Senhora das Dores, em Vila Real, onde foram confirmados 20 casos de Covid-19 (13 utentes e sete funcionários), vai ser evacuado hoje e amanhã será desinfetado pelo Exército português.

Dentro da instituição continuam 58 utentes e nove funcionários. Ontem, oito foram substituídos por três elementos da Cruz Vermelha, dois geriatras, uma psicóloga e seis militares do Exército, um deles enfermeiro.

Depois de uma reunião da Comissão Municipal de Proteção Civil de Vila Real, esta quinta-feira à tarde, o presidente da Câmara, Rui Santos, adiantou que continuam a aguardar os resultados que ontem o INEM fez a 75 pessoas, entre utentes e funcionários.

Após serem conhecidos os resultados “será desencadeada uma operação para transportar os utentes para os hospitais militares do Porto ou de Braga, em função de terem dado positivo ou negativo nos testes.

Rui Santos salientou que se trata de “uma operação logística complicada” que “envolverá mais de 22 viaturas, cerca de 50 bombeiros e ainda outros veículos não especializados no transporte de doentes”.

Depois de a evacuação do lar se concretizar, “esta sexta-feira será feita uma desinfeção do espaço pelo Exército português”. Vai permitir que o espaço possa “ser utilizado o mais depressa possível em função das necessidades que vierem a surgir”.

O presidente da Câmara de Vila Real revelou ainda ter ficado “muito feliz” com a certificação do laboratório do Hospital de Vila Real para os testes da Covid-19. Apesar disso, notou que existe “falta de reagente” e que espera que a carência “se vá resolvendo nos próximos dias”.

Rui Santos revelou também que “vai ser instalado um novo centro de testes”, neste caso privado, no concelho de Vila Real. A estrutura “permitirá, desde que prescrito por profissionais de saúde, que aqueles que são suspeitos de terem Covid-19, possam testar fora do hospital”.

Por outro lado, está a ser “estudada a localização de uma estrutura de campanha para colocar 150 camas”, com o objetivo de “rapidamente poder resolver situações imprevistas que venham a ocorrer”.

Na reunião desta tarde foi ainda decidido o lançamento de uma bolsa de voluntários. Rui Santos realçou que “há muitas pessoas que se têm disponibilizado para ajudar” e por isso a câmara vai criar “uma plataforma digital que permitirá a inscrição dos interessados”.

O autarca revelou ainda que a PSP e GNR já tiveram necessidade de “deter dois cidadãos no concelho de Vila Real” por incumprimento da obrigatoriedade de confinamento profilático em casa. “Espero que a consciencialização de todos evite que novas situações venham a ocorrer”, frisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *