Centenário de Nadir Afonso celebrado com exposição de obras inéditas em Chaves

Exposição está patente até 29 de novembro | Foto: Município de Chaves


No âmbito das comemorações do Centenário do Nascimento do Mestre Nadir Afonso, o Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso (MACNA) tem patente a exposição “Nadir, Subjectum, constituída por 34 obras inéditas.

Esta proposta expositiva, com curadoria do Professor António Quadros Ferreira, pretende ser um contributo pedagógico para melhor entender o Mestre de Si-Mesmo, homenageando a memória e o legado artístico deste arquiteto e pintor flaviense, incontornável figura de proa do abstracionismo geométrico em Portugal.

A exposição conta com 90 obras, constituída por três núcleos distintos, estudos, guaches e tela, apresentando uma nova perspetiva da obra nadiriana numa simbiose entre a geometria e a figuração.

Para o autarca flaviense “a comemoração desta efeméride com uma exposição de inéditos pretende surpreender o público e estabelecer uma relação mais perene com a comunidade flaviense, como primeiros destinatários, mas também afirmar de forma crescente o MACNA no panorama nacional e internacional.”

Esta é já a segunda iniciativa, sendo a primeira a apresentação do livro “Nadir Afonso – A Geometria como Universo”, estando ainda previstas outras atividades no decorrer deste ano.

Laura Afonso, presidente da Fundação Nadir Afonso, declarou que “existe ainda um manancial desconhecido da obra nadiriana” sendo este um momento particular “muito feliz e gratificante da apresentação deste espólio, na cidade natal de Nadir Afonso” com a qual o artista manteve sempre uma ligação muito próxima.

A exposição estará patente ao público até dia 29 de novembro de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *