Governo defende exploração de lítio para ajudar na descarbonização do país

População do Barroso continua a lutar contra as minas de lítio | Foto: Direitos Reservados


O Governo do PS deixou claro, na Assembleia da República, que é favorável à exploração de lítio em Portugal, como forma de descarbonizar o país, e que todo o processo de Montalegre é cristalino.

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Matos Fernandes, e o secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, foram ouvidos ontem na Comissão de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, a pedido de vários grupos parlamentares.

Os dois governantes esclareceram os contornos do contrato de concessão de exploração de lítio no concelho de Montalegre, entre o Governo e a Lusorecursos Portugal Lithium.

O facto de a empresa ter sido constituída três dias antes da assinatura do acordo tem gerado muita polémica.

Matos Fernandes frisou que a lei e o processo são mesmo cristalinos:

Para que a exploração avance naquele concelho ainda é preciso que seja aprovado o estudo de impacte ambiental que a Lusorecursos é obrigada a apresentar:

O ministro Matos Fernandes insiste na importância de se aproveitar o lítio em que o país parece ser rico para criar riqueza e ajudar o país na descarbonização:

Ontem também foi ouvido o porta-voz da Associação Montalegre Com Vida, Armando Pinto, que voltou a referir que a mina de lítio de Montalegre vai prejudicar as populações, a agricultura, a água e as paisagens classificadas como Património Agrícola Mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *