Carrazeda melhora resposta para problemas cardíacos

Todos os anos morrem 10 mil pessoas em Portugal devido a paragens cardíacas | Imagem: Direitos Rervados

Através do projeto Carrazeda Cárdio Segura, a Câmara de Carrazeda de Ansiães vai instalar quatro desfibrilhadores automáticos externos noutros tantos pontos da vila e dar formação a 24 pessoas para que os possam manobrar.

Este projeto venceu o Orçamento Participativo Municipal deste ano, que tinha uma dotação de 15 mil euros.

José Ramires, promotor do Carrazeda Cárdio Segura, adianta que os equipamentos podem fazer a diferença entre a vida e a morte em situações de paragem cardíaca:

Um desfibrilhador vai ser dividido pelas piscinas cobertas e descobertas, que funcionam em épocas diferentes, outro fica no agrupamento de escolas, outro no quartel de bombeiros e outro no estádio municipal.

José Ramires admite que o projeto poderia ter outra abrangência, mas tendo em conta o orçamento, foi o possível:

O presidente da Câmara de Carrazeda, João Gonçalves, explica que houve quatro projetos com grande mérito, mas venceu o que se revelou ser mais necessário nos tempos que correm:

Segundo o autarca o Orçamento Participativo Municipal de Carrazeda de Ansiães vai continuar no próximo ano com um valor disponível semelhante ao deste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *