Bombeiros suspeito de atear incêndios em Alfândega da Fé

Foto meramente ilustrativa: Direitos Reservados

A Polícia Judiciária de Vila Real deteve um bombeiro de 39 anos por suspeitas de ter ateado sete focos de incêndio em Alfândega da Fé.

Os incêndios, ocorridos nos dias 22 e 28 de Junho, 18 de Julho, 03 de Agosto e 02 de Setembro deste ano, consumiram cerca de 110 hectares de área de mancha florestal.

A PJ refere, em comunicado, que os sete focos de incêndio colocaram em perigo “uma vasta mancha florestal, constituída por mato, área agrícola, bem como habitações, de valor consideravelmente elevado, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção dos bombeiros”.

A Judiciária adianta que também deteve dois homens, de 31 e 47 anos, “fortemente indiciados” pela prática de crimes de incêndio florestal nos concelhos de Valpaços e Chaves.

O de 31 anos é um pastor que é suspeito de ter ateado, na sexta-feira passada, um foco de incêndio numa área florestal de Ervões, no concelho de Valpaços.

A GNR de Vila Real já tinha anunciado, no domingo, a identificação deste suspeito e, na altura, adiantou que remeteu os factos para o Tribunal Judicial de Valpaços.

Em Chaves, a PJ deteve um trabalhador da construção civil de 47 anos, que também é suspeito de ter ateado focos de incêndio no sábado e domingo que consumiram cerca de dois hectares de mato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *