Guerra nos bombeiros de Sabrosa pode acabar em tribunal

Nova direção tomou posse nas escadas de acesso ao quartel dos BV de Sabrosa
Foto: Direitos Reservados

As eleições na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Sabrosa podem acabar em tribunal.

O sufrágio para os novos órgãos sociais, que tomaram posse no domingo, foi ganho pela lista de António Araújo, mas é contestado pela anterior direção, liderada por Mário Varela, com base numa sentença do Tribunal de Vila Real que considerou ilegal a assembleia geral, no dia 21 de julho, na qual os sócios foram a votos.

Tudo começou na assembleia-geral de 2 de junho. Um grupo de sócios propôs o adiamento para novembro do ato eleitoral, o que foi aprovado por maioria.

Outro grupo, no qual se incluía António Araújo, impugnou a reunião, alegando que alguns sócios não cumpriam os requisitos dos estatutos. O presidente da assembleia-geral, Francisco Sequeira, viria a aprovar a contestação e a propor uma nova reunião para revogar as deliberações da anterior, o que ocorreu a 21 de julho, dia em que também foram realizadas as eleições.

Para impedir esta reunião, a direção de Mário Varela apresentou uma providência cautelar no Tribunal de Vila Real, que deu razão às pretensões:

António Araújo, líder da nova direção dos bombeiros de Sabrosa, não reconhece valor à sentença do Tribunal de Vila Real, que, mesmo assim, serviu de base para que as eleições de 21 de julho decorressem na rua:

Mário Varela, da anterior direção dos bombeiros de Sabrosa, não aceita o que diz ser uma ilegalidade e pondera avançar para tribunal:

António Araújo, da nova direção, também não põe de parte o recurso à justiça:

Polémica instalada na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Sabrosa. As eleições de julho podem acabar em tribunal.

A anterior direção, liderada por Mário Varela, diz, com base numa sentença do Tribunal de Vila Real, que a reunião da assembleia geral em que os sócios foram a votos é ilegal. A nova direção, encabeçada por António Araújo, não aceita este argumento e já tomou posse, num ato realizado nas escadas do quartel.

Por Rádio Ansiães

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close