Roteiro cultural em Trás-os-Montes e Alto Douro

Estas são as sugestões recreativas e culturais para este fim de semana, de 26 a 28 de abril:

Uma das imagens que fazem parte da exposição | Foto: Leonel de Castro

A exposição de fotografia “Minhotos de Pele Salgada”, da autoria de Leonel de Castro, está patente no CITICA de Carrazeda de Ansiães, até 10 de junho.

Alquimia do Ferro é o tema da edição de 2019 da Feira Medieval de Torre de Moncorvo. Está a decorrer até 28 de abril. No largo da alquimia, ferrarias e carpintarias medievais, situado na Praça Francisco Meireles, não faltam alquimistas e recriações de todo o processo de transmutação do ferro, assim como ferreiros e a representação do dia a dia das ferrarias.

O “Chaves En’Dança” sobe ao palco no dia 27 de abril. O evento reúne as escolas de dança de Chaves, proporcionando a cerca de 200 bailarinos um palco para exibição dos seus dotes. A receita de bilheteira será doada a quatro instituições de solidariedade: Associação Flor do Tâmega para apoio a Deficientes, Liga Portuguesa Contra o Cancro, Cerci Chaves e Associação Partilhas e Cuidados de Chaves. A iniciativa é organizada pelo Município de Chaves, Academia de Bailado de Chaves, Academia de Música e Ballet Mozart, Ent’Artes Chaves-Escola de Dança, Escola de Dança Christine Veen.

O TEN – Teatro Experimental do Nordeste vai apresentar a sua primeira obra, “Pas de Deux”, a partir da obra “Nada de dois”, de Pedro Mexia, em itinerância, numa co-produção com o Teatro Municipal de Vila Real. Esta digressão inicia-se no próximo dia 27 de Abril de 2019, com uma apresentação no Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros, pelas 21.30 horas. Procuram-se aqui analisar relações conjugais de diversas configurações que percorrem os nossos dias, sob um discurso rápido, intenso, e portador de um humor que oscila entre a ternura do romantismo e o chicote implacável do ciúme. Por outro lado, e em tempos de forte questionamento de papéis sociais, alimentam também a reflexão sobre a ideia de homem e de mulher que ainda somos ou aspiramos.

A aldeia fronteiriça da Moimenta, em Vinhais, acolhe no fim de semana a Feira Franca que há 27 anos promove o setor agrícola e debate preocupações atuais como a praga da vespa das galhas do castanheiro.

A Greengrape | Alltodouro e o Teatro de Vila Real, em parceria com a Estação Imagem, promovem a exposição das fotografias vencedoras do Concurso Internacional de Fotojornalismo Estação Imagem. “Verão negro”, a impressionante reportagem fotográfica de Patrícia de Melo Moreira, vencedora do Prémio Estacão Imagem 2018 Coimbra, é um dos trabalhos fotojornalísticos que vale a pena conhecer nesta exposição. Para ver até ao fim do mês de junho. Entrada livre e gratuita.

Foto: Patrícia de Melo Moreira, vencedora do Prémio Estacão Imagem 2018 Coimbra

O Espaço Miguel Torga, em São Martinho de Anta, Sabrosa, tem patente a exposição de fotografia “Encontro Marcado com Miguel Torga”, de Pascal Moreaux. Fica até 30 de junho.

O centro cultural Adriano Moreira, em Bragança, acolhe até dia 11 de Maio duas novas exposições: “Percurso 5” reúne mais de 100 trabalhos dos alunos do curso de artes visuais do Agrupamento de Escolas Emídio Garcia. “Cântaros, Cântaras e Cantarinhas” parte de uma das fases da recolha de objectos e testemunhos da olaria da aldeia de Pinela para o trabalho de inscrição no inventário nacional do património cultural e imaterial.

Chama-se “B.I. – Biosfera Integrada” a exposição que, em 26 imagens, mostra a fauna e a flora do ecossistema brigantino e do africano. A mostra é de Pedro Rego, de Bragança, e está patente na Casa da Seda, no Centro de Ciência Viva, na cidade brigantina.

“AQVA sobre Água” é uma instalação artística de Lourdes Fisa e do fotógrafo Pedro Inácio patente no Museu do Abade de Baçal em Bragança, até 19 de maio. 

O Museu do Côa , em Foz Côa, está a acolher até 30 de junho a exposição “Cruzeiro Seixas: nos Labirintos que Inventei”. Autor de um vasto trabalho no campo do desenho, da pintura, escultura, objetos mas também da poesia, Cruzeiro Seixas é hoje considerado um dos máximos expoentes do surrealismo.

Museu do Côa acolhe exposição de Cruzeiro Seixas

“Olhos Azuis do Mar” é a exposição da pintora transmontana Graça Morais. Pode ser visitada no Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, em Bragança, até 8 de setembro. Para a produção deste trabalho, onde, pela primeira vez, a figura central é o homem, Graça Morais esteve quatro meses num atelier improvisado, em Sines, onde conviveu com a comunidade de pescadores e onde observou e transportou para as obras os barcos, a lota, as gaivotas e os peixes.

BREVEMENTE:

A Associação Recreativa e Cultural de Pombal de Ansiães realiza, no dia 5 de maio de 2019, a XXV Prova de Vinhos.

O Município de Valpaços convida para o Campeonato Mundial de Enduro, que vai decorrer nos próximos dias 3, 4 e 5 de Maio, neste concelho do distrito de Vila Real.

O Auditório do Centro Cultural de Chaves vai receber dia 28 de junho, pelas 20:30 horas, um espetáculo de Stand Up Comedy e Festival de Talentos. É dirigido a todos os alunos interessados em mostrar o seu talento, abrindo espaço a diversas manifestações artísticas e culturais da comunidade escolar. Esta iniciativa surge no âmbito do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar da autarquia flaviense.

Por Rádio Ansiães

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close