Homens de Vinhais detidos por furtos em armazéns

Guardia Civil já andava a investigar o duo português desde novembro de 2018
Foto: Direitos Reservados

Dois homens de Vinhais, com 51 e 64 anos de idade, foram detidos em Espanha. São suspeitos de terem realizado 26 furtos em armazéns, oficinas e locais onde decorrem obras para o comboio de alta velocidade, nas localidades de A Vilavella, A Gudiña e Verin.



A Guarda Civil espanhola acusa-os também de delitos de desobediência, condução perigosa e tentativa de homicídio. Um dos detidos tentou agredir os agentes com uma ferramenta durante a perseguição.

Segundo o jornal espanhol Diário La Región, a Guardia Civil já estava a investigar a dupla portuguesa desde Novembro de 2018. Nessa altura começaram a aumentar denúncias de furtos de máquinas, combustíveis e ferramentas nas três localidades, nomeadamente nas obras da linha para o comboio de alta velocidade.

Os homens foram vistos no passado domingo por uma patrulha quando estavam a forçar a entrada numa oficina de reparação de camiões, em Verin, e foram detidos antes de conseguirem alcançarem a fronteira, na zona de Chaves.

Com a colaboração das autoridades portuguesas, foram realizadas várias buscas domiciliárias para localizar o material furtado. Os detidos terão roubado 600 litros de gasóleo e ferramentas no valor de 400 euros.

Por Rádio Ansiães / Rádio Brigantia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.